Bicicletas na Decoração

Bicicletas na Decoração

Quando comecei a seleção para colunista do blog recebi um email bem diferente. No título tinha o seguinte ” Quem não arrisca, não petisca!”. Foi o suficiente pra chamar minha atenção. Era o Lucas se propondo a falar de decoração simplesmente por curtir demais o assunto, mas trabalhar numa área totalmente diferente. Como esse blog não é nada convencional, a oportunidade foi dada e agora o muleque é colunista de assuntos diversos, de decoração realizável, dicas de algumas tendências e tudo aquilo que não precisa de muita explicação pra você curtir e usar aí na sua casa. Pra começar, ele vai falar de bicicletas, assunto comum, mas que precisava de uma visão mais prática.

[line]

1_1

Calma, calma minha gente não têm nada haver com machismo, aqui vamos falar de ideias e tendências que no final do post estarão pela sua casa (gostaria muito)“Vambora” então! Com a modernidade e a falta de tempo, chegamos à era da “caixa de fósforos”. Porém o único obstáculo é o ESPAÇO e como APROVEITÁ-LO. Prateleiras, armários embutidos, mesas retráteis, enfim, mil alternativas para aumentar a mobilidade e deixar o cafofo no esquema, como dizia meu avô haha!

1

Trago uma ideia que, além de deixar a casa ”estilozona”, ainda vai te dar um incentivo visual na hora que a preguiça bater. O papo hoje é sobre bicicleta, ou melhor: Camelo, magrela, bike, zica (lá em Santa Catarina) ou kalanga (lá em Rondônia), como preferir! Futuquei no Google e descobri que a magrela teve seu primeiro desenho desenvolvido em projetos de Da Vinci por volta de 1490, mas quem é realmente considerado o inventor da bicicleta é o alemão  Barão Karl Von Drais (o nome da até calafrios, haha). Logo agradecido aos digníssimos senhores, em homenagem a eles, vamos transformar a criação em “arte de pendurar”. Isso mesmo, ARTE MAGRELA!

Como incluir essa tendência na sua casa gastando pouco?

Temos várias aplicações, podemos colocar no hall de entrada ou na parede da sala, assim poupamos aquele espaço na área de serviço ou no corredor. Dá para usar aqueles ganchos de rede, é fácil de encontrar e bem mais barato que um suporte para pendurar bicicletas. Vira obra de arte estilosa, barata e queima caloria só de olhar. Haha

FOTO1

Se você se apegar ao papo de arte magrela dá para colocar uma moldura em volta, vai ficar bonitão igual ai em cima, é só fazer a parede de tijolinho do Papo Calcinha! Se você gosta de botar a mão na massa outra ideia é usar um jet e deixar só um sombreado na parede, ai você pendurar a magrela na frente, aliado a moldura vai dar um efeito 3D bem bacana. É só eu me aprofundar em um assunto que a cabeça pipoca de ideias, quem fizer tira uma foto e manda para gente.

01-bicicletas-na-decoracao

Olhem essa SALA! É a casa de um Engenheiro no Leblon-RJ. Ele ainda garante que é fácil manusear, só atenta para aquela limpadinha nas rodas depois de uma pedalada (Ò a higiene rapaziada, hum!). Ficou com cara de galeria de arte o apê do Engenheiro!

Como tornar a aplicação além de bonita, funcional?

Já se imaginou chegando em casa e encaixando sua magrela no aparador do hall? Ainda por cima aproveita o espaço para deixar uns livros, largar as chaves, cartas e o troco do pão. Da pra fazer um nicho para guardar os equipamentos, por exemplo, capacete e joelheira. Não sabe como fazer? TOMA INSPIRAÇÃO!!!

Esse projeto é bem simples e aplicável. Se for colocar no hall de entrada sugiro que seja mais baixo, assim facilita na hora de encaixar a magrela no suporte.

Esse projeto é bem simples e aplicável. Se for colocar no hall de entrada sugiro que seja mais baixo, assim facilita na hora de encaixar a magrela no suporte.

Olha funcionalidade desse suporte! Dá para colocar os equipamentos, se for na área de serviço pode usar como porta ferramentas, mil aplicações para poupar espaço e deixar tudo nos conformes.

Olha funcionalidade desse suporte! Dá para colocar os equipamentos, se for na área de serviço pode usar como porta ferramentas, mil aplicações para poupar espaço e deixar tudo nos conformes.

É isso ai rapaziada, agora vocês podem comprar ou ressuscitar sua a magrela, porque já têm onde guardar e com maior “estilão”. Para quem é imediatista igual a mim, e ainda não tem bicicleta, seguem umas ilustrações bem legais para download. É só baixar (clique AQUI), imprimir e emoldurar!

Pôster_Bicicletas_aplicado

Como é o meu primeiro post aqui no HC, é importantíssimo para todos nós que vocês comentem e deêm sugestões para futuros posts, estou aqui para trazer inspirações realizáveis, coisa que dá para fazer sem gastar muito! Caso tenham alguma ideia em relação as bicicletas não deixem de compartilhar! Vamos tornar esse espaço uma válvula de escape da imaginação, liberem seus projetos, mandem fotos e, principalmente, opinem. Elogios farão com que eu mantenha o padrão de qualidade e traga muitas novidades para vocês e críticas serão muito bem vindas, vão ajudar na evolução! 

Assinatura_Lucas


5 thoughts on “Bicicletas na Decoração

  1. Lucas Fogaça

    Não sei andar de bicicleta, chateado… Hahahaha
    Mas curti o móvel pendurado no hall, normalmente a gente vê aparador ou cômodas ou outros móveis magricelos porém altos – que vão até o chão e roubam um espaço danado) e nunca pensei que uma “caixinha de madeira” no meio da parede já cumpriria o papel. Boa sorte com a coluna!

  2. Luana Cordeiro

    Achei genial, (quase) todas as ideias! to até mais animada a ter uma bike no meu super mega amplo apto de 45m²!! 🙂

  3. Isabelle Castro

    As idéia são legais, e tem lá sua beleza! Tem um projeto em particular que gostei (a da moldura)… mas particularmente não acho mt prático e viável uma bicicleta no meio da minha sala ( ou na parede, pendurada, que seja). Se a pessoa realmente pedala todo dia, e tem isso como hobby/esporte, n vai rolar limpar a bike sempre que chegar da rua p voltar a ser uma obra de arte! Mas parabéns pelo post! otimo texto e matéria! beijos

  4. Jonas Ferreira

    Olha mais uma idéia aí Lucas

  5. Leticia Eismann

    Ótimo post ! Adoro essa ideia! Achei necessário comentar… Rodas encostando na parede, nem pensar! A roda sai do suporte e o guidão gira, deixando um borrão na parede. Ainda que você jure que sempre limpa a bike depois de usar (duvido!), vai emporcalhar a parede cedo ou tarde. (experiencia própria!) Uma saída é fazer um retângulo de tinta cinza escura e brilhosa/plástica na parede atrás da bike, e assim fazer um ‘frame’. Mesmo que sua bike seja leve, a melhor solução é sempre perto da porta e perto do chão, pra não dar preguiça de pegar. bike cabide? não bike é pra pedalar! Adorei o nicho com uma gavetinha e uma prateleira de suporte para a bicicleta, pois permite guardar o capacete, a corrente, a bomba de ar, sua bolsa de quadro ou de selim (item indispensável pra levar sua barrinha de cereal ou gel de carbohidrato, aquele pano pra limpar a mão de graxa, chave allen, uma capinha de chuva e uns trocados, e o mais importante: documento e telefone de alguém em caso de acidente).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Youtube

Instagram

Please enter an Access Token on the Instagram Feed plugin Settings page.

Pinterest


Facebook